Ocorreu um erro neste gadget

segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Qual a Diferença?

Questionam as cotas como se fossem uma coisa algo novo e revolucionário. Alguns falam: "isso é coisa de negro revanchista" ou de "pobre coitado". Alguns dizem: "isso náo é justo! É anti-democrático! Inconstitucional!
A Classe média histericamente grita: "Deve valer o mérito"! "É populismo ou fisiologismo".
Enfim, os gritos e protestos soam contra o sistema de cotas ou bolsa família sem se darem conta de olharem para os seus próprios umbigos.
É importante observar a tipologia e historicidade de quem se opóem. Via de regra são aqueles que de forma direta ou indireta beneficiarem de outra forma de incentivo governamental.
Vejamos para que os preconceituosos reflitam sobre o sistema de cotas e outras formas de políticas afirmativas dadas a outros setores:
- qual diferença entre o sistema de cotas para incentivo fiscal dados as empresas produtivas?
- qual a diferença entre sistema de cotas para isençao fiscal que é dado as empresas de comunicações de massa?
- qual a diferença entre sistema de cotas para bolsas do CNPq e Capes dadas aos alunos de pós-graduação?
- qual a diferença entre sistema de cotas para perdão tributos dados costumeiramente aos contribuintes?
- qual a diferença entre o sistema de cotas com a construção de imóveis funcionais dados aos servidores púlicos na ocasião da construção de Brasíli"?
- qual a diferença entre sistema de cotas para o apoio aos bancos quando quebram, seja no Brasil seja nos Estados Unidos?
- qual a diferença entre sistema de cotas e a estabilidade funcional concedida aos servidores públicos do Brasil?
Enfim, teríamos inúmeros exemplos de concessoes e incentivos dados a diversos segmentos da sociedade que nunca dantes fora exigidos o mérito, a eficiência e a competência.
Ah! não se deve esquecer que os imigrantes europeus no começo do século passado tiveram incentivos para aportarem nas terras do Sul e Sudeste, inclusive tendo o apoio do governo na reitrada dos indíos.