Ocorreu um erro neste gadget

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Brizola Chama reporter de Drogada

Direito de Resposta Brizola x Globo.mp4

MILTON nascimento - nada será como antes

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

O analfabeto acadêmico

Na minha longa trajetória de menino pobre, diziam a minoria de 5 milhões de brasileiros privilegiados que o nosso estado de pobreza, dentro outros, decorre da falta de escolarização e educação. Contudo, o pouco de pessoas pobres que lutaou e superou o estado de pobreza, ao chegar nas universidades, percebeu e descobriu um tipo de ignorância de analfabetismo escondido e sonegado no nosso imaginário social de "seres inferiores".
Se do nosso lado, temos a dificuldade de ter acesso a educação. A turma dos 5 milhões de arianos-brasileiros também tem lá a sua contradição. No meio dos letrados e graduados de "olhos azuis" tem um analfabetismo muito mais grave do que o analfabetismo do povo. Trata-se do analfabestimo burguesal. O analfabetismo burguesal é um analfabetismo político e preconceitual. É aquele que os 5 milhões, apesar de graduados, ao saírem com o diploma do mosteiro acadêmico, tentam domesticar os sem-escolas e sem-graduaçãos. Tentam, inutilmente, catequizar a empregada doméstica, o cortador de cana, o motorista e outros, transmitindo-se o saber apenas pelo olhar do O Globo, a Folha e outros jornais da mídia tradicional. Falam uma verdade, como fosse uma realidade inquestionável, apostando na idéia etnocêntrica do que o povo não tem cérebro. Ledo engano e hoje superado e indisfarçável.
Prá gente do andar infeior é duro saber que o "cara" de "olhos azuis" virou advogado, médico, arquiteto e continua acreditando na narrativa da mídia. Tem-se a sensação de que, quando uma pessoa sai da universidade, já sai domésticado com a tarefa de repassar apenas o discurso da mídia ou dos livros decodificados e canonizados pelo grande ser europeu.
O grande e o incomparável antrológo, Darcy Ribeiro, homem eternamente debochado, dizia-nos que "a tal de gente letrada ou acadêmica brasileira, se assemelhava, com o devido respeito, "ao Pai-de-Santo. Ou seja, a função única de incoporar e traduzir linguisticamente a metafísica e metalinquistica acadêmica europeia.
É trágico e folclórico ter que conviver, por 5 anos, com os intelectuais e professores universitários, que se reduziram apenas a uma homilia recital dos livros, dito "´clássicos", a exemplo das religiões fanáticas.
Depois de 4 cursos superiores e de pós-graduação, descobria que pior do que o analfabetismo que tanto tormenta os pobres, é o analfabetismo dos 5 milhões de arianos-brasileiros que constrói a verdade lendo textos pobres, genéricos e tautológicos dos editorialistas dos principais jornais do Brasileiro.
O mais nauseante é saber que estes 5 milhões de seres civilizados e "Higienopolizados", tentam usar seus "jornalécos" como fonte de inspiração ética, moral, religiosa e liberal para os negros, pobres e comunidades.
Coitado de Hayek e Adam Smith. A servidão e a "mão invisível" conspiraram contra os seus próprios filhos e suas filhas.
O analfabetismo da minoria privilegiada é um analfabetismo pela falta de caráter, boa-fé, honestidade e ética. Duro enfatizar esta gente que traz no útero, no sangue, na religião e no cérebro o preconceito, racismo e nazismo social!!!

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Lula Contra a Folha, apoiadora da Ditadura Militar

“Uma vez estava almoçando na Folha de S.Paulo e o diretor me perguntou: como é que você quer governar o Brasil se você não fala inglês? [...] E eu disse para ele: alguém já perguntou se o Bill Clinton fala português? Eles achavam que o Bill Clinton não tinha obrigação de falar português. Era eu, o país subalterno, colonizado, que tinha que falar inglês”. Foi isso o que disse Lula ao chegar para o comíco em Dourados, cidade governada pelo PDT no Mato Grosso do Sul.
Lula afirmou ainda que irá terminar o mandato “sem precisar ter almoçado em nenhum jornal nem nenhuma televisão”. “Também nunca faltei com o respeito com nenhum deles. Já faltaram comigo. Se dependesse de determinados meios de comunicação, eu teria zero na pesquisa, e não 80% de bom e ótimo como temos nesse país”, completou.
O trecho acima, do G1, mostra como cada vez mais Lula está aproveitando o processo eleitoral para evidenciar como há um conflito político-ideológico entre a vontade popular e a grande imprensa.
Lula, ao falar em Campo Grande, se disse vítima de preconceito no passado, criticando a “ignorância dos que me achavam ‘anarfa’ [analfabeto]“. “Tuso o que aprendi sobre caráter aprendi com minha mãe analfabeta”.
Os homens “finos” locais, os do “primado espiritual”, estão apoiando um troglodita como André Puccinelli ao governo do Mato Grosso do Sul, que disse que ia “estuprar em praça pública” o “veado maconheiro” do Ministro Carlos Minc.
Eu torço com todo o coração pela vitória de Zeca do PT em Mato Grosso do Sul. com Dagoberto Nogueira, do PDT, como senador.

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Militares nunca mais!!!

Hoje bateu uma saudade do meu tempo de adolescente e jovem morador do bairro Cruzeiro Velho/Brasilia/DF. Bateu aquela saudade, lembrando do nosso enfrentamento aos soldadinhos do Exercito que faziam suas rondas no bairro, humilhando e ameaçando o morador que ousasse usar barba, estilo Marx. Todo barbudo corria o risco de levar um cassetete nas costas ou no rosto. Qualquer barbudo gerava raiva nos milicos e seus comparsas civis da Avenida Paulista ou Zona Sul do Rio. Na ditadura militar não havia liberdade. Cantava-se um patriotismo forçado nas escolas públicas. Quem ousassem fazer diferente, era torturado ou preso sem qualquer direito a defesa. Não havia contraditório ou direito a um advogado. Valia a lei dos porões, do choque elétrico e do estupro institucional. Os homens sofriam choque elétrico no pênis e as mulheres introduziam diversas ferramentas em sua vagina. Assim era os anos dourados do porrete dos militares apoiados pela classe média, parte das igrejas evangélicas e principalmente a Rede Globo. Esta foi uma das principais financiadoras do golpe contra João Goulart. Ou amava-se o Brasil na marra, ou tomava porrada dos soldadinhos ou policiais disfarçados entre os moradores, estudantes, maconheiros e pastores... A ditadura militar ficava na sombra das pessoas. O cara ficava na sua mesa de cerveja ou de discussão sobre futebol, mulher. O cara ficava só filmando sorrateiramente as pessoas. Quem falava alguma coisa contra o governo, pronto!! tava fudido e mal pago. Aliás se falasse que o arroz estava caro e que o governo deverá fazer alguma coisa!!! Ferrou. Filmava você discretamente. Lembro-me quando fui Secretário da Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados, a época apareceu o cabo Firmino(ex-agente e dedo duro da ditadura). Parou na entrada da Comissão e falou-me: "já te filmei no início dos anos 80." Fiquei surpreso e perguntei-lhe donde tinha me visto. Falou-me, se por acaso andava eu nas mediaçöes do Conic (Shoppincenter marginal de Brasilia). Disse-lhe que sim! Que fazia teatro na Faculdade Dulcina de Moraes. Ele descreveu toda a minha atividade de membro do diretório acadêmico. Preciso ir até a ABIN, para fazer o levantamento da minha ficha política e ideológica. Era sim que funcionava e respirava-se na ditadura. Ninguém sabia quem era amigo ou inimigo. Corria-se o risco 24 horas sem fim. Todo cuidado era pouco. Os caras não tinham dó. Metiam a baioneta altamente afiadas na sua goela ou no seu peito. Não fui ativista nato. Fui apenas um questionador. Na escola, éramos censurados. Não podia sequer questionar a aula de histórica. Muitas vezes meus pais eram chamados lá e advertidos pelo diretor(delator) dizendo-lhes que o Ruy era muito questionador e crítico. Questionador e crítico eram personagens potencialmente perigosos, rotulados de comunistas, ateus e anarquistas. Os milicos diziam que o comunismo comiam as criancinhas. Hoje no capitalismo reina-se os pedófilos que fazem parte desta engrenagem de exploração. Diziam que as terras e as propriedades seriam confiscados. No capitalismo os pobres já nascem confiscados da sua dignidade e ou seu direito a moradia. Enfim, os milicos se afirmavam apenas no espírito bélico já que seus cérebros eram apenas maquinas reprodutoras da CIA e da ideologia norteamericana. Viva a democracia! Prefiro a democracia, com toda a sua putaria e seus defeitos. Xô repugnante ordem única e imposta dos milicos e civis brasileiros lacaios do fetichismo de Miami e da CIA. Fujo da parada militar de 7 de setembro. Prefiro a Parada Gay.Mais criativa do que a fética ou morbida parada os milicos. Escapei do massacre de 31 de março e estou nos braços da democracia sem medo de ser feliz e livre!! Fui!!! Aos que morreram covardimente nos porões, lutarei para que a verdade seja desnudada dos arquivos escondidos nas casas dos generais, brigadeiros e almirantes fascistas dos anos de chumbo grosso.

Nos porões da tortura - 1

Programa de Propaganda de Dilma Rousseff - 17/8/2010 (à noite)

Programa de Propaganda de Dilma Rousseff - 17/8/2010 (à noite)

sábado, 14 de agosto de 2010

TUDO PRONTO: 1o. ENCONTRO NACIONAL DOS BLOGUEIROS PROGRESSISTAS

Todos blogueiros, twitteiros, vlogueiros, leitores amigos da blogosfera progressista e ‘tribos afins’ que irão ao Encontro Nacional de Blogueiros Progressistas favor ler o release da Conceição Lemes até o fim.

*Tradução: Agradecida.
por Conceição Lemes, no Viomundo

13 de agosto de 2010 às 20:37

“A liberdade da internet é ainda maior que a liberdade de imprensa.” Ayres Britto, ministro STF.

Com esse lema, acontece na próxima semana o 1º Encontro Nacional de Blogueiros Progressistas. Será em São Paulo, no Sindicato dos Engenheiros, Rua Genebra, 25, São Paulo, Capital.
Show do grupo de Luis Nassif, sexta à noite, às 20h, abre o evento. No repertório, choro, samba e MPB. O show será na Regional Paulista do Sindicato dos Bancários: Rua Carlos Sampaio, 305, São Paulo, Capital.
No sábado, as atividades da parte da manhã vão das 9h às 12h. Programação prevista:
9h, mesa de abertura: Rodrigo Vianna (SP, Escrevinhador) e Leandro Fortes (BSB, Brasília eu vi) falam sobre os objetivos e a dinâmica do encontro.
9h30 às 12h, debate: O papel da internet e os desafios da internet, com Paulo Henrique Amorim (SP, Conversa Afiada), Luis Nassif (SP, Luis Nassif Online ) e Débora da Silva (Santos, Movimento Mães de Maio). Moderadores: Rodrigo Vianna e Leandro Fortes.
No sábado à tarde, a partir das 14h, temas que envolvem o dia a dia dos blogueiros:
14h, painel: Ameaças à internet, neutralidade na rede e questões jurídicas, com Túlio Vianna, professor da Faculdade de Direito da UFMG (MG, Túlio Viana), Paulo Rená (BSB, Hiperfície) e Marcel Leonardi, especialista em direito digital e professor da Escola de Direito da FGV-SP. Moderador: Diego Casaes (SP, Global Voices Online).
15h, painel: Como financiar a blogosfera, com Geórgia Pinheiro (Conversa Afiada) e Leandro Guedes (SP, Juiz de Fora, Café Azul Agência Digital). Moderador: Renato Rovai (SP, Revista Fórum).
16h, oficina: Narrativas na internet (blogs, twitter,tvweb, tecnologias de uso da web), com Luiz Carlos Azenha (SP, Viomundo), Conceição Oliveira (SP, Maria_Frô), Emerson Luis (Brasília, DF, Nas Retinas), Guto Carvalho (Brasília, DF, Guto Carvalho). Moderador Eduardo Guimarães (Blog da Cidadania)
No domingo, as atividades também começam às 9h. O objetivo é a troca de experiências. Os participantes serão divididos em seis grupos. Cada um terá dois moderadores, que relatarão seus trabalhos, abrindo espaço para que outros blogueiros façam o mesmo, debatam e proponham sugestões.
Grupo 1: Altino Machado (AC, Altino Machado e Blog da Amazonia, da Terra Magazine) e Claudia Cardoso (Dialógico)
Grupo 2: Antonio Mello (RJ, Blog do Mello) e Lola Aronovich (CE, EscrevaLolaEscreva).
Grupo 3: Lucio Flávio Pinto (AM, Jornal Pessoal) e Carlos Latuff (RJ, Latuff DevianArt).
Grupo 4: Leonardo Sakamoto (SP, blog do Sakamoto) e e Daniel Pearl Bezerra (CE, Dilma 13 e Desabafo Brasil).
Grupo 5: Emílio Gusmão (BA, Blog do Gusmão) e Cloaca (RS, Cloaca News)
Grupo 6: Helio Paz (RS, Helio Paz) e Rogério Tomaz Jr (BSB, Conexão Brasília-Maranhão).
Desde já, convidamos você a visitar esses blogs, para conhecer um pouco mais os nossos palestrantes. Tem de tudo: economia, política, direitos humanos, meio ambiente, mulher, questões jurídicas, movimentos sociais, internet. No início da próxima semana, postaremos um texto com mais informações sobre eles.
Aliás, neste final de semana, postaremos a proposta inicial da Carta dos Blogueiros. Leiam, comentem e enviem sugestões para contato@baraodeitarare.org.br
HOSPEDAGEM E ALMOÇO GARANTIDOS; ESTUDANTES PAGARÃO 20 REAIS
Como dissemos desde o início, a comissão organizadora faria de tudo para garantir a participação de blogueiros de fora da capital paulista.
Pois – felizmente!!! – com as cotas de patrocínio vendidas esta semana, temos ótimas notícias.
Primeira: vamos bancar a hospedagem dos blogueiros do interior de São Paulo e dos demais estados. Será no hotel Braston, da rua Augusta. São quartos com duas camas. O café da manhã está incluído no pacote.
Segunda: a comida está garantida. No sábado, será um almoço num restaurante próximo ao Sindicato dos Engenheiros. No domingo, haverá um superlanche, que incluirá frutas, sucos, lanches naturais. Ele será antes da plenária, quando serão lidos os relatórios dos grupos da manhã. Em seguida, será votada e aprovada a Carta dos Blogueiros.
Terceira ótima notícia: todo estudante pagará 20 reais. Atendendo à reivindicação de vários blogueiros, o desconto não será exclusivo aos alunos de comunicação. Quem pagou além, terá o dinheiro devolvido.
Importante: as inscrições devem ser pagas IMPRETERIVELMENTE até segunda-feira, 16 de agosto, na conta abaixo:
Banco do BrasilAg. 4300-1C/C. 50141-7Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de ItararéCNPJ. 12.250.292/0001-08 (é necessário, caso a transferência seja eletrônica)
Por favor, envie o comprovante por e-mail para contato@baraodeitarare.org.br ou via fax para (011) 3054-1848. Escreva no documento o seu nome, cidade e estado. É para consolidar a inscrição. Indique se precisará de hospedagem.
24 AMIGOS DA BLOGOSFERA
Tudo isso só se tornou possível graças ao apoio financeiro dos Amigos da Blogosfera. São estes:
Apeoesp (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo)
CUT (Central Única dos Trabalhadores) nacional
CTB (Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil)
CGTB (Central Geral dos Trabalhadores do Brasil)
Sindicato dos Bancários e Financiários de São Paulo, Osasco e Região
Sindicato dos Metalúrgicos do ABC
Sindicato dos Engenheiros do Estado de São Paulo
Sintaema (Sindicato dos Trabalhadores em Água, Esgoto e Meio Ambiente do Estado de São Paulo)
Federação Nacional dos Urbanitários (FNU)
Federação dos Químicos de São Paulo
Força Sindical
Fundação Maurício Grabois
Fundação Perseu Abramo
Agência T1
Café Azul
Carta Capital
Carta Maior
Conversa Afiada
Opera Mundi
Rede Brasil Atual
Revista Fórum
Seja Dita a Verdade
TVSL
Viomundo
No domingo, no final da plenária, faremos a prestação de contas. Ela será também postada na internet para que todos podem acessá-la.
* Comissão Organizadora: Luiz Carlos Azenha, Paulo Henrique Amorim, Luis Nassif, Altamiro Borges, Conceição Lemes, Eduardo Guimarães, Conceição Oliveira, Rodrigo Vianna, Renato Rovai e Diego Casaes.

* O Sindicato dos Engenheiros do Estado de São Paulo fica na rua Genebra, 25. É onde ocorrerão os trabalhos dos dias 21 e 22 de agosto. O show do Luis Nassif será na Regional Paulista do Sindicato dos Bancários: rua Carlos Sampaio, 305.
















sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Esse fantástico admirável mundo internáutico!!!!

Os jornais encalham nos postos de gasolinas, nas bancas de revistas, nas padarias! O jornal das televisões ficam falando sozinho e virou coisa do passado e dos nostáligicos. A internet chegou para sermos livres das idéias, do pensamento, das opiniões e dos conceitos inventados pela moral, mídia, ideologia e família e religião. A verdade única evaporou e perdeu sentido e significado. Jornalistas falam apenas entre si. O povo se libertou e desprendeu da estúpidez e burrice televisiva. Fantástico mudou virtual, informativo e infinita. A notícia chega primeira com diversas opiniões. Náo dependemos mais dos Roberto Marinho, Octavio Frias e outros que dominavam as mentes dos brasileiros por falta de opção. O computador chega ás casas do povo brasileiro. Na casa dos classe C,D e E já não ficam mais refem dos olhos azuis e engomados televisivos. Todos têm espaço para falar, informar, noticiar e dialogar. A realidade se dilui nas imensas opiniões. Chegam rápidas. Basta ligarmos o computador e acessar a internet, qualquer um chega primeiro do que a fala daqueles jornalistas do horário das 20hs. Acabou o monopóplio da mídia. Acabou a fala unilateral. Acabou ler os jornais com os seus inúmeros erros gramaticais e lógica textual. Acabou-se a leitura preconceituosa, racista e estreita do Correio Braziliense, o Globo, Folha e tantos outros jornais de quinta categoria editoral. Os blogs estão ai instalados na internet para informar de forma democrático e multificetário. Sou blogueiro. Acordo de manhã para ler todos os tipos de notícias jamais impressa ou faladas nos jornais e TVs. A internet liberta, alerta e amplia os nossos horizontes até então vedados pela mídia tradicional. A liberdade da internet sobrepõe a liberdade da imprensa empresarial e fascistas. Viva a internet como caminho de consolidação da tolerância e do olhar multifacetário do povo brasileiro. A autonomia e a liberdade perpassam pelo aprendizado e aproriação da linguagem internáutica.
Esse fantástico mundo admirável, ficou mais admirável, fascinante e existencial, graças a participação dessa imensa massa de internáuticos que não tem medidos esforços para a consolidação da internet como o maior intrumento do exercício democrático contemporâneo.